O Google está fazendo algumas alterações no Google Friend Connect, agora os seguidores necessitam ter uma Conta do Google para fazer login no Google Friend Connect para seguir os blogs.
Se você que me seguia e não tinha cadastro no Google, por favor faça o seu cadastro e volte a participar da minha lista de seguidores e saibam que senti sim muita falta de vocês! Estou lhes esperando com o maior carinho!

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Confusão na hora do hino nacional na copa de 1970


https://youtu.be/3DxABfrhieE

Uma cena curiosa ocorreu no jogo entre Uruguai x União Soviética pelas quartas de final da Copa de 70. Como mandava o protocolo, foi executado o hino soviético e depois o hino uruguaio. Só que o hino do Uruguai possui uma introdução muito longa, e após uma breve parada, inicia-se a parte cantada.

Como não editaram o hino (como é feito com o hino brasileiro hoje em dia), logo após a pausa que antecede a parte cantada, os jogadores soviéticos simplesmente saíram para começar seu aquecimento. Quando perceberam que o hino ainda não havia acabado, alguns voltaram e outros ficaram parados em diversos locais do campo.

domingo, 26 de julho de 2015

A expulsão mais rápida da história dos mundiais


(1986)
É de se esperar que em uma Copa do Mundo os jogadores mantenham a calma e não façam faltas exageradas. Não foi o que aconteceu com o uruguaio José Batista. Em partida pela primeira fase da Copa do Mundo de 1986 contra a Escócia comandada por Alex Ferguson, o zagueiro fez falta violenta e foi expulso com apenas 50 segundos de partida – o cartão vermelho mais rápido das histórias das Copas. Para o Uruguai, pelo menos foi possível segurar o empate sem gols e avançar às oitavas de final.


quinta-feira, 23 de julho de 2015

Copa de 90 e a revolta de Maradona

Nápoles foi a sede da semifinal da Copa de 90, que deixou a cidade dividida. De um lado, a Argentina do ídolo local, Maradona. Do outro, a Itália, pátria-mãe. A Argentina eliminou a Itália e Maradona achou que teria o apoio dos italianos, por ser popular em Nápoles.

Mas a final foi em Roma, e a mágoa italiana se revelou na hora do hino da Argentina, intensamente vaiado. Irritado, Maradona desabafou, sendo pego no ato. Um pouco de leitura labial revela toda a revolta de Dieguito.

https://youtu.be/svEx6iCV1s8


O embate Itália e Argentina na semifinal da Copa de 90 foi um grande jogo. Literalmente, porque o árbitro francês Michel Vautrot simplesmente deu 8 minutos de acréscimo no final do 1º tempo. O motivo foi esdrúxulo: ele se esquecera de verificar o cronômetro. Como o jogo terminou empatado, indo para a prorrogação, e depois para a disputa de pênaltis, não será surpresa se for o jogo mais longo da história das Copas.

terça-feira, 21 de julho de 2015

A Copa da qual ninguém queria participar (1950)


Se hoje as seleções saem quase no tapa para chegar ao Mundial, até a metade do século passado não era bem assim. Com o mundo ainda abalado no pós-guerra, e uma sede bem distante da Europa, a Copa de 50, no Brasil, exigiu muito jogo de cintura da FIFA para conseguir participantes.

Duas desistências foram marcantes. A primeira foi a da Escócia, que obteve a vaga numa mamata criada pela FIFA, onde o 2º lugar de um torneio que envolvia a Inglaterra também ganharia a vaga. Como era de se esperar, os ingleses venceram e os escoceses ficaram em segundo. Alegando não se sentirem merecedores, desistiram de participar. Já a Índia ganhou a vaga no campo, porém desistiu por um motivo esdrúxulo: seus jogadores tinham o hábito de jogar descalços, o que não era permitido pela FIFA. Não houve acordo e os indianos desistiram do Mundial.

domingo, 19 de julho de 2015

Fatos interessantes em copas do mundo de futebol

As mulheres suecas na copa de 1958

A comissão técnica da seleção brasileira de 58,  foi meticulosa em seu planejamento. Nada poderia atrapalhar a nossa seleção. Porém, tiveram de driblar as mulheres suecas. Primeiramente, ao chegar no hotel onde a seleção ficaria, descobriram que uma das camareiras era uma loura lindíssima. Após uma conversa com a direção do hotel, a tal loura ganhou umas férias durante a Copa.

Após a final, o meia Moacir, negro e magro, desfilava com uma loura estonteante. Foi visto por alguns jogadores, que foram falar com ele. Moacir arregalou os olhos, e antes que eles falassem, cochichou no ouvido deles: “Por favor, digam que sou o Pelé”.

No fim das contas, o grande driblador Garrincha deixou não só os adversários no chão, como também a comissão técnica. Tempos depois, nascia Ulf Lindberg, filho sueco de Mané.

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Fatos bizarros em copas do mundo de futebol


https://youtu.be/QsZ2Qfuwc_Q

Juiz maluco (1978)

A estréia do Brasil na Copa de 78 foi num duríssimo embate com a Suécia. Com o placar de 1 x 1, o Brasil tem um escanteio exatamente aos 45 do segundo tempo. Nelinho cobra, e a bola vem na cabeça de Zico, que faz o que seria o gol da vitória brasileira. Seria, porque o árbitro Clive Thomas, em atitude estranhíssima, terminou o jogo logo após autorizar a cobrança de Nelinho, ou seja, com a bola no ar. Apesar das reclamações brasileiras, o gol não valeu e o jogo terminou 1 x 1 mesmo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGEM EM DESTAQUE

Artesanatofofo Aulas e Dicas - INSCREVA-SE!

VISITE MEU CANAL NO YOUTUBE! TODA 5ª FEIRA , GRÁTIS UMA NOVA VIDEOAULA DE ARTESANATO Mais uma videoaula de crochê do meu canal Artesanat...

POSTAGENS POPULARES